Primeiras impressões de Antígua

Já estamos há mais de uma semana em Antígua, então acho que já dá pra escrever alguma coisa pelo menos pra dar notícia. Um ótimo começo seria dizer que não, Joaquin não passa por aqui (pelo menos por enquanto). Estamos a salvo e deste lado da ilha é difícil a coisa ficar feia quando tem furacão.

Tivemos a grande “sorte” de, na nossa primeira semana, pegar o dia mais quente já registrado na história de Antígua (uhu!). E não me venha dizer que Fortaleza também é quente porque quentura agora eu sei o que é. Nossa…pedi pra Jesus mandar chuva ou me levar porque estava quase desmaiando. Sério. Mas como pior do que estava não poderia ficar, esfriou e estamos com agradáveis 30 graus todo dia.

(Desculpa, só falei do clima até agora, mas é a única coisa que me prende a atenção o tempo todo aqui…)

Pois bem, Antígua é uma ilha com 80.000 habitantes. Acho que até o Conjunto Ceará tem mais gente que isso. A gente está no sul da ilha, num lugar chamado English Harbour. As pessoas aqui são muito amigáveis e hospitaleiras; dá sempre pra ver gente na rua, reunida, rindo e dançando. Bem Caribe. A língua oficial é o inglês, mas no rádio e na TV tem programas em espanhol e francês também (línguas das ilhas vizinhas). A moeda é o dólar caribenho; 1 dólar americano são 2,60 dólares caribenhos. A maioria da população é de negros, descendentes daqueles trazidos da África na época do colonialismo. Tem uma minoria branca e, aparentemente, não muita miscigenação, partindo do fato de que eu (café com leite) sou um bicho exótico aqui também; o povo me olha meio curioso e pergunta de onde sou. Nem sinal de outros brasileiros na ilha; o cara da polícia falou que havia um há muitos anos, mas que foi embora. A economia é baseada principalmente no turismo. Tem manga e pitomba (eeeeê). Não é uma ilha plana – tem muitas colinas e vistas maravilhosas lá de cima.

IMG_0987 IMG_0988 IMG_0991

É interessante ver a maneira como as pessoas lidam com a “escassez” aqui. Como é uma ilha pequena, os recursos são escassos. Quase todas as casas juntam água da chuva para consumo; a água do chuveiro e das pias vai para as plantas. Tudo é muito eco friendly e reaproveitado na medida do possível (como deveria ser no planeta todo, mas aqui acontece pela necessidade).

As praias… oh, céus… é aquele esquema mesmo que vocês devem imaginar sobre o Caribe: mar azulzinho e sem ondas, água morna, siris e peixes brincando por perto, barcos/lanchas/iates indo e vindo, reggae tocando e uma galera dançando. A Pigeon Beach é nosso destino certo quase todo fim de tarde.

IMG_0989 IMG_0955

Semana passada fomos à capital (St. Johns) e…bem, qualquer um de vocês que já tenha ido ao Centro de Fortaleza acharia bem similar. É aquele amontoado de gente, loja, camelô, fórum, correios, igreja e hospital, tudo junto. O Felipe ficou feliz em encontrar um Burger King pra matar a vontade de junk food. Isso porque a maioria dos doces e outras guloseimas é bem cara. Comer vegetais, carne e frutas sai bem mais barato.

Por enquanto acho que é isso. Comecei a pesquisar sobre a história do lugar, mas ainda está muito recente pra eu falar qualquer coisa mais aprofundada. Estamos bem, felizes e curtindo o que Antígua tem pra oferecer. Abraço procês.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s